27/04/2011 15:17

Esquecimento e ingratidão

 Todos nós sempre temos alguma coisa ou alguém que queremos esquecer.

Sempre temos algum pequeno segredo que imploramos internamente seja esquecido pelo nosso "eu".

Todos buscamos esquecer algo que nos atormenta e nos tira o sono. Aquilo que vai nos expor demais as entranhas da alma e, nós buscamos a todo instante esquecer...

Isto faz parte do humano. É até bom para a alma e a mente. Mostra que queremos nos preservar, nos resguardar. Mostra que conhecemos nossos limites, nossos erros e acertos. Nosso bem e nosso mal...

Mas ingratidão, bem, esta faz parte do pior que podemos ter dentro de nós. Ela nos remete ao mais vil e bestial dos atos: "esquecer propositadamente" algo que nos beneficiou no melhor estilo "livrou a nossa cara mesmo!".

Então, enquanto o esquecimento vai no sentido da autodefesa, do não imolar-se a ingratidão bate frontalmente com subterfúgios e rompantes de orgulho, mesquinhez, sordidez e leviandade.

Ingratidão é coisa de gente mal amada. Gente que não se conhece gente. Gente que gera gente mas que acha que o outro que participou da geração, nada mais é do que um objeto para justificar os fins...

Ingratidão é coisa de gente que olha no espelho e não gosta do que vê, até porque algumas queriam que o espelho estivesse em outro país...

—————

Voltar


Contato

Herancatijolos

São Paulo SP Brasil
Rua Frei Gaspar, 474/476 Moóca


(11) 28347330